Atletas do Supino do Brasil
>>Translate Page<<
Quem está conectado
3 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 3 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 41 em Sab Jan 21, 2017 11:02 am
Servidor de Imagens
PARA ACESSAR CLIQUE NO ÍCONE ACIMA
Últimos assuntos
» Acompanhamento do meu treino em casa
Sex Out 13, 2017 6:55 am por Alisson

» Saudações Supino Brasil
Sab Set 30, 2017 6:27 pm por Alisson

» Parabéns ao fórum
Dom Set 24, 2017 5:46 am por pitersigma

» Campeonato sul americano de supino Buenos Aires, 7 /12/17
Dom Set 17, 2017 7:48 am por pitersigma

» 14 - Upper Body Weight Training
Ter Ago 22, 2017 5:55 am por pitersigma

» Duvida sobre exercicios- ectomorfo
Qua Ago 16, 2017 3:30 pm por Alisson

» Campeonato Brasileiro de Supino - ITU-SP (19 e 20 de agosto de 2017)
Seg Ago 14, 2017 3:41 pm por pitersigma

» 13 - Max Interval Sports Training
Sex Ago 04, 2017 9:30 am por Alisson

» 12 - Insane Abs
Sex Ago 04, 2017 9:29 am por Alisson

» 11 - Max Recovery
Sex Ago 04, 2017 9:28 am por Alisson

» 10 - Max Cardio Conditioning
Sex Ago 04, 2017 9:27 am por Alisson

» 09 - Max Interval Plyo
Sex Ago 04, 2017 9:26 am por Alisson

» 08 - Max Interval Circuit
Sex Ago 04, 2017 9:26 am por Alisson

» 07 - Core Cardio & Balance
Sex Ago 04, 2017 9:25 am por Alisson

» 04 - Cardio Recovery
Sab Jul 29, 2017 10:00 am por Alisson

» Tenha acesso a todo conteúdo do fórum!
Sex Jul 28, 2017 6:12 pm por pitersigma

» 1º Campeonado de Supino do GREI em Ibaté (01 de julho de 2017)
Sex Jul 28, 2017 6:02 pm por pitersigma

» 08 - Max Interval Circuit
Qua Jul 26, 2017 2:30 pm por Alisson

» 07 - Core Cardio & Balance
Qua Jul 26, 2017 2:27 pm por Alisson

» 06 - Cardio Abs
Qua Jul 26, 2017 2:25 pm por Alisson

» 05 - Pure Cardio
Qua Jul 19, 2017 12:43 pm por Alisson

» 03 - Cardio Power & Resistance
Ter Jul 11, 2017 5:22 pm por Alisson

» 02 - Plyometric Cardio Circuit
Ter Jul 11, 2017 5:15 pm por Alisson

» 01 - Fit Test
Qui Jul 06, 2017 3:50 pm por Alisson

» 00 - Dig Deeper
Qui Jul 06, 2017 3:25 pm por Alisson

» Treino Insanity
Qui Jul 06, 2017 3:12 pm por Alisson

» Tudo sobre exercício e sobre o coração
Qui Jun 29, 2017 9:09 pm por Alisson

» Informe aqui, tópicos com links inválidos
Dom Jun 25, 2017 10:02 am por Alisson

» Usem a busca do fórum
Dom Jun 25, 2017 9:42 am por Alisson

» Os segredos do Supino técnicas e treinos.
Sab Jun 17, 2017 6:48 pm por pitersigma

Parceiros
Image and video hosting by TinyPic
 Receitas Saudáveis


Sos eletrônica neves




Palavras chave


Orientações para consumo diário de sal e potássio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Orientações para consumo diário de sal e potássio

Mensagem por Alisson em Ter Abr 16, 2013 10:12 pm


A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta quinta-feira (31) novas orientações para que adultos consumam menos sal e incluam uma quantidade mínima de potássio em suas dietas diárias, na tentativa de reduzir o risco de doenças cardíacas e derrames cerebrais.

"Os adultos deveriam consumir menos de 2 gramas de sódio – ou menos de 5 gramas de sal – e pelo menos 3,51 gramas de potássio por dia", disse a agência em comunicado. Isso equivale a menos de uma colher de chá rasa de sal ou cinco pacotinhos daqueles servidos em restaurantes, já que cada um contém 1 grama.





Anteriormente, a OMS havia recomendado 2 gramas de sódio, mas as novas orientações acrescentam as palavras "menos de", disse o porta-voz da organização, Gregory Hartl, à Reuters.



A OMS também divulgou suas primeiras indicações para a ingestão de sódio e sal por crianças, dependendo do tamanho, da idade e da necessidades energéticas delas. Essas medidadas se aplicam a crianças com mais de 2 anos de idade.

O sódio, encontrado naturalmente em alimentos como laticínios e ovos, está presente "em quantidades bem maiores nos produtos processados", como pão, carnes como bacon, refrigerantes, salgadinhos, doces, massas instantâneas, sopas, caldos em cubos e condimentos como molho de soja, disse a OMS.

Uma pessoa com níveis elevados de sódio ou baixos de potássio pode desenvolver pressão alta, fator que aumenta o risco de doenças cardíacas e derrames, as duas principais causas de morte e incapacidade no mundo, segundo o diretor do Departamento de Nutrição para Saúde e Desenvolvimento da OMS, doutor Francesco Branca.



Substitua o sal
Os médicos sugerem que as pessoas percam o hábito de ter o saleiro sempre à mesa e comecem a substituir o sal por temperos naturais, como cebola, alho, salsinha, cebolinha, orégano, hortelã, limão, manjericão, coentro e cominho, entre outros.

É bom evitar também carnes muito salgadas, como bacalhau, charque, carne-seca e defumados. Outra recomendação é sempre experimentar a comida antes de pôr sal, para ver se está adequada ao seu gosto. Além disso, aos poucos, o paladar se acostuma com menos sal na alimentação.



Última edição por alisson.ar em Ter Abr 16, 2013 10:35 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Alisson
mod
mod

Mensagens : 1571
Data de inscrição : 14/07/2012
Idade : 31
Localização : Aracaju - Sergipe

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mais de 5 gramas de sal por dia ameaça o sistema circulatório

Mensagem por Alisson em Ter Abr 16, 2013 10:18 pm


O sal está na mira das autoridades de saúde do Brasil. Um acordo entre o Ministério da Saúde e os representantes da indústria alimentícia determinou a redução nos níveis de sal em vários tipos de alimentos, que será implantada ao longo dos próximos anos.

Isso acontece porque o sal aumenta a pressão arterial, uma doença silenciosa, que vai danificando aos poucos as nossas veias e artérias. Quando menos se espera, ela pode resultar num infarto ou num acidente vascular cerebral (AVC). Nos dois casos, a vítima pode morrer ou sobreviver com sequelas.



Na verdade, o elemento que causa a hipertensão arterial – nome que os médicos dão para a pressão alta – é o sódio. O nome do sal de cozinha na química é cloreto de sódio, ou seja, é composto por cloro e sódio. Cada grama de sal contém 400 miligramas de sódio. Por isso, essa é a nossa principal fonte do elemento, e também o maior motivo para preocupação.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o ideal é não ultrapassar o limite de consumo de 2 gramas de sódio por dia, o que equivale a 5 gramas de sal. Mas o brasileiro está longe de cumprir essa meta. Em média, cada um de nós come 12 gramas de sal por dia.

O sal que consumimos não está só no saleiro, nem só na hora de temperar o arroz e o feijão. Alimentos industrializados o utilizam como conservante, e temos que incluir esse sódio na conta. Sempre leia o rótulo com atenção, pois todo produto industrializado deve trazer a indicação da quantidade de sódio no quadro de informações nutricionais.



O processo
A função dos rins é eliminar o excesso de sais do corpo humano, mas eles têm um limite. O que os rins não conseguem eliminar fica na corrente sanguínea. Quando os vasos sanguíneos ficam cheios de sódio, eles começam a puxar mais água, o que é um processo químico natural.

Com a retenção do líquido, aumenta o volume dentro dos vasos, e consequentemente a pressão também aumenta. O coração passa a bombear o sangue mais rapidamente.

Isso é uma sobrecarga do sistema circulatório e, aos poucos, prejudica a oxigenação das células e machuca a parede dos vasos – sem causar dor, por isso é uma doença silenciosa. Sobrecarregadas, essas artérias podem sofrer algum estreitamente repentino e entupir. Se isso ocorre no cérebro, é um AVC; se ocorre no coração, é um infarto.

Se o consumo de sódio for baixo, acontece o processo contrário. O sangue circula mais lentamente, o que também prejudica a oxigenação das células, e pode causar desmaios. Por isso, durante uma crise de hipotensão arterial – pressão baixa –, um pouquinho de sal é o melhor remédio.

Em adultos, a pressão arterial ideal é 120x80 mmHg, popularmente conhecida como 12x8. Nas crianças, a pressão é um pouco mais baixa, e vai aumentando naturalmente com a idade, até atingir o nível dos adultos.




avatar
Alisson
mod
mod

Mensagens : 1571
Data de inscrição : 14/07/2012
Idade : 31
Localização : Aracaju - Sergipe

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientações para consumo diário de sal e potássio

Mensagem por Rafael Silveira em Qui Abr 18, 2013 10:06 am

Redução do teor de iodo no sal provoca debate entre especialistas
Os fabricantes têm 90 dias para fazer adaptações. Segundo o Ministério da Saúde, o brasileiro consome em média 12 gramas de sal por dia.


A nova medida da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que diminui o teor de iodo adicionado no sal, provocou um debate entre especialistas.
Mais refeições fora de casa e o aumento do consumo de produtos industrializados deixaram a alimentação do brasileiro salgada demais. Com isso, cresceu também a ingestão de iodo, que é acrescentado ao sal para evitar doenças, como o bócio, um aumento no volume da glândula da tireoide.

Os fabricantes têm 90 dias para fazer adaptações. Hoje, a quantidade de iodo que as indústrias podem adicionar ao sal varia entre 20mg e 60mg por quilo. Ela terá que ser reduzida para, no mínimo, 15mg e, no máximo, 45mg por quilo de sal
“Deveríamos focar na redução do consumo de sal e não na redução da iodação do sal, uma vez que doenças muito graves cardiovasculares estão associadas com essa ingestão excessiva de sal", explica Carmen Pazos de Moura, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia.
Sanduíche com salsicha ou mortadela, comida pronta congelada. São opções práticas para refeições rápidas. O problema é a quantidade de sal nestes alimentos. Por exemplo, um prato com um macarrão instantâneo, quando a gente acrescenta o tempero pronto e duas colheres de queijo ralados, temos, nesta refeição, cinco gramas de sal.

Segundo o Ministério da Saúde, o brasileiro consome em média 12 gramas de sal por dia - uma das maiores taxas do mundo.
“Hoje, nós temos uma faixa de iodação de 35 miligramas de iodo por quilo de sal. Dá uma média de 400 microgramas por dia, enquanto que a Organização Mundial de Saúde recomenda que para adulto, o ideal seria 130 microgramas por dia. Então, nós estamos ultrapassando o dobro do que nós deveríamos consumir de iodo por dia”, diz Denise Resende, gerente de Alimentos da Anvisa.
A Anvisa esclareceu ainda que fez um acordo com a indústria para a redução de sal nos alimentos até 2020.

Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Rafael Silveira
Membro Júnior
Membro Júnior

Mensagens : 61
Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 25
Localização : SC

Ver perfil do usuário http://www.eletronicasilveira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientações para consumo diário de sal e potássio

Mensagem por Alisson em Qui Abr 18, 2013 10:24 am

Rafael Silveira escreveu:
Redução do teor de iodo no sal provoca debate entre especialistas
Os fabricantes têm 90 dias para fazer adaptações. Segundo o Ministério da Saúde, o brasileiro consome em média 12 gramas de sal por dia.


A nova medida da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que diminui o teor de iodo adicionado no sal, provocou um debate entre especialistas.
Mais refeições fora de casa e o aumento do consumo de produtos industrializados deixaram a alimentação do brasileiro salgada demais. Com isso, cresceu também a ingestão de iodo, que é acrescentado ao sal para evitar doenças, como o bócio, um aumento no volume da glândula da tireoide.

Os fabricantes têm 90 dias para fazer adaptações. Hoje, a quantidade de iodo que as indústrias podem adicionar ao sal varia entre 20mg e 60mg por quilo. Ela terá que ser reduzida para, no mínimo, 15mg e, no máximo, 45mg por quilo de sal
“Deveríamos focar na redução do consumo de sal e não na redução da iodação do sal, uma vez que doenças muito graves cardiovasculares estão associadas com essa ingestão excessiva de sal", explica Carmen Pazos de Moura, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia.
Sanduíche com salsicha ou mortadela, comida pronta congelada. São opções práticas para refeições rápidas. O problema é a quantidade de sal nestes alimentos. Por exemplo, um prato com um macarrão instantâneo, quando a gente acrescenta o tempero pronto e duas colheres de queijo ralados, temos, nesta refeição, cinco gramas de sal.

Segundo o Ministério da Saúde, o brasileiro consome em média 12 gramas de sal por dia - uma das maiores taxas do mundo.
“Hoje, nós temos uma faixa de iodação de 35 miligramas de iodo por quilo de sal. Dá uma média de 400 microgramas por dia, enquanto que a Organização Mundial de Saúde recomenda que para adulto, o ideal seria 130 microgramas por dia. Então, nós estamos ultrapassando o dobro do que nós deveríamos consumir de iodo por dia”, diz Denise Resende, gerente de Alimentos da Anvisa.
A Anvisa esclareceu ainda que fez um acordo com a indústria para a redução de sal nos alimentos até 2020.

Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Fica meio complicado fazer esse controle, como foi citado no exemplo da refeição acima, já contém o máximo de sal recomendado para consumo ao dia (5g), fora outros alimentos que é consumido durante o dia, mas como é pelo bem da saúde tem que fazer um esforço pra mudar os habitos. curtir
avatar
Alisson
mod
mod

Mensagens : 1571
Data de inscrição : 14/07/2012
Idade : 31
Localização : Aracaju - Sergipe

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientações para consumo diário de sal e potássio

Mensagem por Rafael Silveira em Qui Abr 18, 2013 1:36 pm

É... Aqui em casa diminuímos bastante a quantidade de sal na comida, quem não é acostumado acha ruim. Mas o arroz fica bem melhor com menos sal do que quando era mais salgado.
Por isso também eu não gosto muito de comida industrializada. A comida caseira é bem mais gostosa e saudável.
avatar
Rafael Silveira
Membro Júnior
Membro Júnior

Mensagens : 61
Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 25
Localização : SC

Ver perfil do usuário http://www.eletronicasilveira.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Orientações para consumo diário de sal e potássio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum